10 dicas para esquecer um grande amor

Como Esquecer Um Grande Amor Gay

E então chegou o fim. Não importa o que os ombros amigos digam, você tem um buraco dentro do peito e daria um dedo para estar de novo com o boy que te abandonou. Como lidar?

Superar o término de um romance, principalmente se a decisão não foi sua, está longe de ser uma tarefa fácil. Quando entregamos o coração a alguém, não estamos preparados para enfrentar uma desilusão. Na verdade, nem conseguimos acreditar que ela um dia pode acontecer.

Como dizem por aí: amar é fácil, difícil mesmo é esquecer um grande amor.

A má notícia:
Dói mesmo, de verdade. Sofrer faz parte do processo, infelizmente.

A boa notícia:
Sentir mais ou menos dor é você quem vai decidir.

Pode ser que queira ficar mexendo na ferida, remoendo sentimentos, e sentindo uma espécie de prazer nisso. Mas, se você estiver realmente disposto a esquecer e superar a perda, cedo ou tarde vai conseguir.

E para isso existem conselhos cientificamente comprovados. Então, confere aí:

#1. Não tente substituir a falta de alguém com uma nova paixão

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que a velha máxima “um coração partido só se cura com outro amor” nem sempre funciona.

Isso porque não se pode jogar nas costas do outro as responsabilidades que ser feliz implica. Para se entregar por inteiro a um novo relacionamento, é fundamental que o término anterior tenha sido superado.

#2. Fuja do vício

Assim como uma pessoa que quer se livrar do álcool e das drogas precisa ficar longe desses químicos, você deve manter distância do boy e de tudo o que lhe fizer lembrar dele. Aqui como:

  • Livre-se das fotos
  • Apague o número do celular da sua lista de contatos
  • Exclua-o do Facebook
  • Corte qualquer contato
  • Não caia na tentação de ligar para a prima dele ou um amigo para ter notícias

Parece um pouco exagerado, mas ajuda muito no início, quando a ferida ainda está longe de cicatrizar.

#3. Pare de se culpar pelo fim

É bom ter cuidado para não se culpar excessivamente, nem assumir toda a responsabilidade pelo fim da relação.

Entenda que você nunca é o único culpado, afinal um relacionamento é construído por duas pessoas, cheias de defeitos e qualidades.

#4. Coloque a dor para fora

Fazer de conta que não está se importando com o rumo que os acontecimentos tomaram, quando internamente se sente em pedaços, é uma atitude que não contribui em nada.

Mesmo que as pessoas acreditem em você, na sua firmeza, por dentro, o sofrimento só aumenta. Colocá-lo para fora ajuda a esquecer, assim como desabafar com os mais próximos.

Isso tudo faz parte do processo do luto. Elabore primeiro a perda, reveja alguns conceitos sobre o que é estar com alguém e, a partir daí, você conseguirá se reinventar.

#5. Não potencialize a dor

Colocar a dor para fora não é o mesmo que sair dizendo por aí que o seu mundo acabou, ou que “prefere morrer a estar sem ele”. Pelo amor deu Deus, não seja tão dramático!

A única coisa que acabou foi um ciclo, para que outro possa iniciar.

Se existe vida sem ele? Existe sim, e está apenas começando. Se você vai amar assim de novo? Você nunca descobrirá se não der uma outra chance ao seu coração.

#6. Faça coisas que aumentem os índices de OCITOCINA no cérebro

A ocitocina (ou oxitocina), também conhecida como hormônio do amor, é liberada quando estamos juntos da pessoa amada.

Na falta da pessoa amada, a solução é fazer atividades que aumentem o nível desse hormônio no cérebro. Aqui algumas dicas:

  • Abraçar mais: Os amigos, os pais, os irmãos, não importa. Faça a linha bicha meiga e abrace o mundo. Talvez seja por isso que abraçar é tão bom!
  • Cantar: No chuveiro, enquanto limpa a casa ou no karaokê. Liberte o rouxinol que  existe dentro de você!
  • Ser transparente: O medo inibe a produção de ocitonina. Por isso, se você for correto em tudo que fizer, viverá tranquilo e sem nada a esconder.

#7. Faça coisas que aumentem os índices de DOPAMINA no cérebro

O impulso da paixão e do romance é alimentado pela dopamina. Quando o romance acaba, também caem os níveis desse hormônio. Mas, fique tranquilo, você pode elevá-los novamente da seguinte forma:

  • Comendo amêndoas, semente de gergelim, abóbora, frutas variadas, verduras e alimentos ricos em vitamina C e E;
  • Evitando alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcares, alimentos refinados e cafeína;
  • Fazendo exercícios físicos regularmente;
  • Praticando meditação

#8. Não se obrigue a ter novos interesses imediatos

“Você precisa se distrair”, dizem mãe, pai, irmã, amigos e até o chefe. Porém, nem sempre procurar alternativas de lazer ou fazer uma transformação radical –mudar o guarda-roupa ou o corte de cabelo, por exemplo– são boas soluções, justamente porque têm caráter impulsivo.

Novos interesses são sempre bem-vindos, mas apenas se a pessoa estiver realmente a fim de investir sua energia em coisas novas. Todo final de relação amorosa inclui um pequeno período de luto, e isso tem de ser elaborado devagar.

Tudo o que acontece impulsivamente não dura. É preciso pensar sobre o assunto e avaliar o que realmente gosta, para depois ir beber de outras fontes.

#9. Ocupe seu tempo

Use o tempo que tem para se ocupar com outas coisas. Toda vez que seus pensamentos focarem na pessoa, desvie-os para outro lugar e procure fazer algo que realmente exija sua concentração.

#10. Tire proveito da situação

Por fim, saiba que vale a pena aproveitar essa experiência para olhar para si.

É hora de se conhecer melhor, reconhecer defeitos e qualidades, buscar melhoras, descobrir ou redescobrir do que você gosta ou não gosta. Acima de tudo, é o momento de se valorizar. 

No fim, tudo é bagagem!

Aceite que esse boy já está ciscando em outro edi, enterre o que já morreu e liberte-se para viver novas possibilidades!

Como virar essa página?

Amor superado?

Então, que tal agora saber mais sobre como arrumar um namorado no menor tempo possível e evitar mais frustrações amorosas? 

Chegou a hora de conhecer a sua outra metade da laranja! Você pode se tornar irresistivelmente atraente para as os boys, desenvolvendo suas características e tomando as atitudes certas.

Quer  aprender como?

Te apresento o Namorado Gay em 30 Dias, primeiro programa do mercado brasileiro que ajuda você, homem gay, a conquistar e manter um companheiro de verdade em apenas um mês.

Clique aqui e conheça o Namorado Gay em 30 Dias.

Estão bombando também...