7 coisas que você não deve fazer no Grindr e Tinder

Você acha que seu gaydar veio com probleminha de fábrica, está cansado de ir na balada e quer mesmo conhecer alguém de maneira prática e objetiva? Costuma viajar para outros lugares e não sabe como encontrar os gays da cidade?  Então, meu amigo, a tecnologia está a seu favor!

Corra para a buatchy virtual! Isso mesmo, uma festa para qual você não precisa se arrumar, não precisa se deslocar e nem gastar dinheiro. Sim, estou falando dos famosos aplicativos de paquera, que encontram as potenciais caras metades perto de você, seja lá onde estiver.

Certamente, ou provavelmente, você já ouviu falar do Grindr e do Tinder, que são os mais utilizados aqui no Brasil. Contudo, há várias outras opções: Scruff, Manhunt, Bender e muitos outros. Inclusive, alguns são voltados para tipos de gays específicos. É o caso, por exemplo, do u4Bear, app exclusivo para homens que são ou procuram o tipo “urso”.

Sem dúvidas, eles são a forma mais fácil, rápida e eficaz de conhecer outros gays. A única dificuldade será achar alguém que queira um relacionamento sério. De fato, a maioria dos que estão lá procura só por sexo.

Aproveite para ler:
[Por que é tão difícil achar um gay a fim de relacionamento sério?]

Alguns assuntos são até bem diretos ao ponto: “o que você curte?”, “aqui ou aí?”. Mas, como tudo no mundo gay, isso não é regra.  Tem sim uma minoria disposta a conhecer alguém legal para algo mais especial. O segredo está em como você irá conduzir a conversa.

Então, vamos a algumas dicas do que NÃO FAZER para se dar bem nos apps de relacionamento:

# 1. Não comece o papo com um “oi”

Nunca sabe o que dizer e só larga um “oi” despretensioso no janelinha dele?

Parece besteira, mas um simples “oi” pode ser o que está fazendo você ser ignorado por muitos boys na buatchy virtual. Isso porque a grande maioria aborda dessa mesma maneira e acaba que se destacam aqueles que saem um pouco da regra.

Minha recomendação? No lugar do básico “oi” faça alguma pergunta ou algum comentário agradável. O importante é conseguir fugir da abordagem mais clichê de todas.

Leia também:
[Palavras da conquista: como seduzir um gay usando mensagens de texto]

# 2. Não use fotos aleatórias

Paisagens e bichinhos podem ser fofos, mas ninguém quer sair com um deles. Além disso, gays sem foto de rosto geralmente têm algo a esconder: ou são feios, ou não querem ser descobertos.

Não abuse do anonimato!

Perfis sem fotos e sem descrição são totalmente fail. Se você quer realmente ter um papo legal com alguém, precisa dar algumas pistas de quem é.

Nem o mais desesperado dos boys quer conversar com um fantasma, acredite.

# 3. Não minta na descrição

Se você tem 1,60m, como irá ao encontro de alguém que acha que você tem 1,85m?

O mesmo vale para peso. Não faça a magra, se está com uns quilinhos a mais.

# 4. Não se contente com apenas uma foto

Lembre-se, mais vale uma foto com o rosto aparente do que várias fotos com boné e óculos escuros.

Além disso, todo mundo escolhe sua melhor foto para o perfil. É sempre bom se certificar de que o rostinho e o corpitcho continuam os mesmos nas demais.

# 5. Não sensualize se não quiser

Não se assuste com a quantidade de fotos de abdomens e bíceps que você encontrará nos perfis. E não se sinta na obrigação de mostrar o seu.

Ao contrário, prove que suas caraterísticas psicológicas são mais atraentes do que as físicas.

# 6. Não vá com tanta sede ao pote

Seja sutil. Tenha simplicidade na hora de abordar alguém.

Não chegue com perguntas pesadas e diretas, do tipo: “É ativo? Quer transar hoje?”.  Conduza o papo gentilmente e deixe que a própria conversa abra oportunidades para assuntos mais picantes.

# 7. Não limite o contato ao aplicativo

Expanda a relação para as redes sociais antes de arriscar um primeiro encontro.

Adicione o boy no facebook e veja se vocês têm amigos em comuns, onde ele trabalha, o que ele publica, o que curte.

É uma boa forma de ter uma referência e tirar um termômetro para saber se é uma pessoa confiável e não um louco que vai te esquartejar no final da noite.

Seja você também um Mestre do Texto

Que tal agora descobrir como escrever mensagens impossíveis de serem ignoradas?

Mensagens revelam a sua personalidade. E elas são também um teste. Sim, não se iluda: você está sendo julgado pelo o que e como escreve.

Por isso, pensando no seu sucesso amoroso (sempre), eu fiz muitos treinamentos, conversei com muitos leitores, amigos e gente que tá aí bem acompanhada para desenvolver este manual do Mestre do Texto.

Nele, você vai aprender como escrever as mensagens certas para ativar os gatilhos mentais que fazem com que qualquer homem seja dominado por um desejo incontrolável de sair com você.

Aqui eu reúno a minha coleção de melhores mensagens, testadas e aprovadas por centenas de clientes.

E, antes que você imagine, não de trata de cantadas baratas, nem poemas, nem clichês, nem elogios de caminheiro… São mensagens estratégicas e comprovadas.

Depois que você conhecê-las, tudo que precisará fazer é copiar e colar na janelinha do boy. E pronto!

Isso porque gays são extremamente emocionais e essas frases atuam, justamente, mexendo com as suas emoções mais profundas. E o melhor: de uma forma totalmente inconsciente.

Maravilha, não?

Então, clique aqui para saber mais:

>>> SIM, EU QUERO SER UM MESTRE DO TEXTO <<<

Estão bombando também...