7 sinais de que você encontrou o boy certo

boy-certo-gayVocê alguma vez já ficou se perguntando se ele é mesmo o cara certo? A outra metade da laranja? A tampa da sua panela? O homem com o qual você gostaria de acordar ao lado daqui 5, 10, 15 anos?

Do príncipe encantado no cavalo branco até o mocinho da novela das 8, que vive feliz para sempre ao lado da companheira, a vida já te fez idealizar bastante o perfil de parceiro perfeito. Não é mesmo?

E cada vez que você conhece alguém, todas essas idealizações vêm à mente, como um maldito checklist que nunca dá para marcar “tick” em todos os itens, acertei?

Entre tantas dúvidas, só o que eu posso afirmar é que existe uma certeza: a de que não se fazem mais certezas como antigamente.

Sabe aquela história do homem para casar, para passar o resto dos dias juntos, até que a morte separe?

Pois é, ela funcionava muito bem uns anos atrás – e para casais heterossexuais, no caso. Dizer “sim” no altar era o mesmo que saber que, certo ou errado, aquele era o cara com o qual você comemoraria todas as próximas primaveras. Hoje em dia esse conceito de amor definitivo ficou para trás.

Não estou dizendo que não existem casamentos e amores eternos, claro que existem. Mas, certamente, a pressão da “escolha certeira” já não é a mesma. Ninguém fica “mal falado” ou “mal visto” por dar um basta em um relacionamento infeliz, seja ele abençoado pela família, pela igreja, pelo papa ou pela puta que pariu.

Isso quer dizer que, se o seu “boy certo” tiver trocado o cavalo branco por jegue, se demorar muito para chegar, ou se for o cara ideal por um tempo – e não para a vida toda – não há nada de errado.

Eu costumo dizer que mais do que pessoa certa, existe momento certo. Talvez um boy bacana já surgiu no seu caminho, mas você chegou na hora errada. O convite dizia para chegar às 19h, mas você chegou às 18h e acabou esbarrando nele.

Talvez você já tenha conhecido alguém que poderia ser forte candidato a outra metade, mas estava namorando na época. Talvez você tenha tido um namoro de dar inveja durante um tempo, mas depois as prioridades mudaram, e o amor também…

Entenda que a vida muda, as pessoas mudam e – olha que coincidência – os gostos e preferências também mudam.

Por isso, mais do que buscar um boy com uma lista infindável de características que você pediu para o Papai Noel, certifique-se de que ele é o cara ideal para o seu momento atual.

E, claro, lembre-se de que príncipe encantado só existe nos contos de fada. Na vida real, o seu boy certo será um mortal como outro qualquer, cheio de defeitos e problemas mal resolvidos.

Então, vamos aos sinais de que você encontrou o seu “the one”:

#1. Com ele você é você mesmo

Sim, relacionamento promissor é aquele que não tem espaço para máscaras e fingimentos. Você saberá que encontrou a pessoa certa quando se sentir super à vontade com ela: sem vergonha de mostrar as suas manias, ou de falar as mesmas besteiras que fala com os amigos.

E ele não vai se incomodar de te ver de pijama manchado de café, de te aceitar quando você engorda ou anda cansado demais pra ser sexy.

Vocês poderão ser vocês mesmos e “deixar acontecer naturalmente”, como disse o poeta. Sabe? Ir vivendo felizes na banalidade da rotina. Nas tardes intermináveis no sofá, nos almoços de família, com sogras intrometidas, com gargalhadas e piadas estúpidas, com pés enroscados e até meias furadas… Isso, sim, é um fortíssimo indício de que a relação é boa, seja lá por quanto tempo durar.

#2. Vocês nunca ficam sem assunto

Alguns casais se dão muito bem entre quatro paredes, mas não repetem a mesma performance em uma mesa de bar ou restaurante. Ou seja: ficam, simplesmente, sem assunto.

Se esse não é o caso de vocês, se vocês podem viajar do Oiapoque ao Chuí de carro sem precisarem ligar o rádio, se podem conversar sobre tudo, sem filtros, e com um nível de discussão alto, bingo!

A lógica é simples: se vocês ficarem juntos para sempre, até envelhecerem, haverá um drástico momento em que sexo, por exemplo, não fará mais parte da equação. Aí, gata, a relação será sustentada em uma boa conversa e companheirismo.

#3. Vocês podem ficar em silêncio juntos

Ainda que não falte assunto, vocês também podem estar juntos e ficarem quietos. Quando há amor de verdade, o silêncio a dois não se torna incômodo.

Faça o teste: Pausas de silêncio, de 10 minutos ou mais com os dois juntos – ao contrário do que pode parecer – mostram que as pessoas têm intimidade e se sentem confiantes sem precisar criar assuntos a todo momento.

Não é uma dica muito complexa, nem exige que sejam exatamente 10 minutos. Porém, quando um casal é íntimo e feliz, a relação costuma se completar mesmo em silêncio. Isso pelo simples fato de estarem ao lado de quem gostam.

#4. O amor é maior do que o impulso de brigar

Nunca parece ser uma boa ideia brigar, porque você se importa demais com ele para magoá-lo. O relacionamento é sempre a melhor opção, afinal vocês se gostam muito.

No fim das contas, vocês realmente não conseguem ficar com raiva um do outro por muito tempo. Claro que podem até ficar frustrados e irritados, mas simplesmente não podem continuar assim. É muito difícil guardar rancor quando se é louco por alguém.

#5. Vocês toleram os defeitos um do outro

Todo mundo tem defeitos. E amar não significa parar de enxergá-los, e sim saber que eles existem, mas fazer “vista grossa” quando eles aparecem.

Agora, existem defeitos e defeitos. Alguns dá para deixar passar, outros são impossíveis de aceitar.

Por isso, leve em consideração os seus “deal breakers”. Traduzindo, aquelas coisas para as quais não há negociação, que você realmente não conseguiria tolerar de jeito algum. Seja racismo, xenofobismo ou, simplesmente, não falar “obrigado” e “por favor” para o garçom no restaurante.

Lógico que um relacionamento é repleto daqueles momentos em que a gente tem que fechar os olhos, suspirar e deixar rolar, mas ninguém espera que você seja um buda o tempo todo. Além do mais, existe uma grande diferença entre preferências e princípios: eu jamais poderia me relacionar com alguém racista, por exemplo. Me dá nojo, repugnância. Vai contra tudo o que eu acredito, tudo que eu aprendi desde pequena e que defendo com unhas e dentes.

Você também certamente tem os seus deal breakers. Pense nisso!

#6. Vocês têm prioridades semelhantes

O que vem primeiro na sua lista de prioridades? Amor, amizade, família ou carreira? Independente de qual seja a sua resposta, é importante que o seu namorado/esposo coincida com ela.

Duas pessoas com ambições muito distintas podem ter problemas no futuro. Se ele for extremamente workaholic e colocar a carreira em primeiro plano, ao contrário de você que prioriza a família, por exemplo, em algum momento surgirão incompatibilidades difíceis de serem resolvidas.

#7. Vocês têm objetivos semelhantes

Por último, aquele sinal que eu considero crucial para começar a pensar no “felizes para sempre”.

Vocês não precisam concordar em tudo – até porque isso seria missão quase impossível. Ele pode continuar comendo carne, e você seguir na vibe vegetariana. Vocês podem torcer para times de futebol diferentes, ele pode ser PT e você PSDB. Podem até ter estilos musicais bem opostos, não tem problema.

Mas, uma coisa é certa: os dois devem ter objetivos de vida semelhantes, se não os mesmos.

Por exemplo, se ele sonha em adotar um lindo casal de crianças asiáticas e você simplesmente não se imagina sendo pai, temos um problema grande aí. Ou se ele planeja morar fora do país, mas você não tem a menor vontade, porque não consegue viver longe da sua família, temos um problema ainda maior.

Percebe aonde eu quero chegar? Uma relação sem objetivos similares é uma relação sem futuro.  Simples assim.

Ainda não encontrou o boy certo?

Acho que eu posso dar uma forcinha!

Então, que tal agora saber mais sobre como encontrar esse boy no menor tempo possível e evitar mais frustrações amorosas? 

Você pode se tornar irresistivelmente atraente para os outros homens, apenas desenvolvendo algums características e tomando as atitudes certas.

Quer  aprender como?

Te apresento o Namorando em 30 Dias, primeiro programa do mercado brasileiro que ajuda você, homem gay, a conquistar e manter um companheiro de verdade em apenas um mês.

Clique aqui e conheça o Namorando em 30 Dias.

Estão bombando também...