7 atitudes que vão fazer ele pensar em compromisso já no primeiro encontro

primeiro-encontro-gay

E então você tem o nome dele, o telefone, algumas horas de conversa jogadas fora no whatsapp, algumas mensagens trocadas pelo facebook e, pronto: um encontro à vista.

Você – obviamente – está animado com a ideia de sair com o boy, mas também nervoso. Que o primeiro encontro é sempre um misto de excitação e nervosismo, isso não há dúvidas.

O problema é que, quando alguém se bota muita pressão em ter uma noite(ou dia) incríveis sem saber como fazer isso, acaba correndo o risco de sabotar a si próprio antes mesmo de começar a jogar o game do amor.

Quem nunca se auto boicotou ainda na primeira fase do jogo que atire a primeira pedra!

Aliás, a maior reclamação que recebo é “Por que os meus relacionamentos não duram mais que um encontro? Por que os caras perdem o interesse?”

Pois saiba que as suas atitudes são decisivas para que ele volte a te convidar para sair. São coisas simples, às vezes até bem sutis, mas que fazem uma baita diferença.

A boa notícia que é hoje é seu dia de sorte. Eu vou compartilhar aqui algumas dicas ótimas para garantir que o seu primeiro encontro não seja o último.

Curioso?

Então, vem comigo!

Antes de começar, um alerta: vá sem expectativas!

Quer acabar a noite decepcionado? Crie as expectativas erradas. Tudo bem que você queira encontrar um namorado. E claro que pode ser ele. Como também é claro, e mais provável, que não seja (sejamos realistas com as probabilidades).

A verdade é que, independente do futuro da relação, o seu objetivo número 1 no primeiro encontro deve ser conhecer a outra pessoa e descobrir se há química e coisas em comum entre o casal.

Talvez ele não tenha nada a ver com você. Talvez a descrição não bata com a realidade. Talvez ele seja uma baita decepção quando abre a boca… Daí de que adianta ter passado a noite em claro já sonhando com o dia do casamento?

Menos, bem menos, mana.

Primeiro conheça bem o cara. Só depois comece a fantasiar a possibilidade de vocês terem algo a mais, ok?

Entendido isso, vamos agora ao que interessa:

#1. Não fale muito de si mesmo

Talvez por uma necessidade de autoafirmação, ou mesmo pelo jeito de ser, muita gente gosta de falar de si o tempo inteiro. Os lugares que EU visitei, o MEU trabalho, a MINHA história. E não tem nada mais irritante do que isso!

Ou melhor, tem: aqueles que não só falam de si, mas também da sua personalidade já de largada. Quando você fala das características pessoais dessa forma, acaba com todo o mistério bom que deveria existir. Perde a graça.

Falar da própria personalidade é dar um tiro no próprio pé. Deixe que ele descubra com o tempo. Ignore o seu ego se quiser ser bem sucedido na conquista.

Aproveite para ler também:
[10 coisas que você JAMAIS deve falar no primeiro encontro] 

#2. Mostre a sua autoridade em algum assunto

Crescemos aprendendo a respeitar autoridades. Na infância, seguimos tudo que nosso pais falam. Na adolescência, temos como mestre os nossos professores. Na idade adulta, vamos ganhando novos ídolos, novas referências, novos gurus.

Sejam quem forem, o que interessa é que nós levamos mais a sério a opinião dessas pessoas. Porque eles são especialistas. Porque eles dominam o assunto. Porque eles se posicionam como verdadeiras autoridades.

Note que os comerciais costumam utilizar esse gatilho com frequência tomando partido de nomes de famosos, ou então associando o produto a dentistas, médicos ou nutricionistas.

E como você também pode fazer uso da mesma estratégia para conquistar os boys?

Simples!

Você pode assumir o controle da conversa, trazendo argumentos e fatos que comprovem o que você fala. Na verdade, se você for um cara seguro e confiante, naturalmente será visto como uma autoridade.

#3. Busque interesses em comum 

O grande segredo que fará a diferença em como um boy vê você é se vocês têm afinidades e interesses em comum. Por isso, entre nas coisas que ele ama, aprenda a gostar ou apreciar o que o faz feliz.

Encontrando esses pontos de intersecção, ele vai pensar: “nossa, esse cara tem tudo a ver comigo. Não posso deixar ele ir embora!”

E se eu não sei do que ele gosta?

Gatíssimo, se você souber fazer as perguntas certas e descobrir os interesses dele, encontrar afinidades fica fácil.

Por exemplo, pergunte: O que você costuma fazer no seu tempo livre, aquele tempo que você tem que é só seu?

Pegue a resposta que ele deu, fale sobre esse assunto por um tempo e assim achará facilmente pontos de conexão.

Se ele for um grande fã de um esporte que você não entende, ou conhece, peça para te ensinar. Isso te dará a oportunidade de jogar com ele, ou de vocês irem juntos a um jogo. Se ele gosta de um determinado tipo de música, ouça diversas músicas desse estilo e descubra algumas que você goste também. Se gostam de um mesmo tipo de filme, aproveite para explorar mais o assunto e já marcar um cineminha.

Importante: Não finja! As pessoas geralmente sabem quando você está realmente interessado em algo.

Não invente de fazer a linha “louca por filmes franceses” só porque, coincidentemente, é a grande paixão do cara para depois dormir no meio do filme…

#4. Use a estratégia da reciprocidade

Esse princípio explica, por exemplo, o porquê das degustações e cortesias em supermercados e restaurantes. Depois de provar qualquer coisa, por mais simbólica que seja, o cliente se sente em “dívida” com a empresa.

Saiba que dar e receber também é um gatilho mental essencial na sedução e na preservação de um relacionamento de sucesso. Isso porque o ser humano, instintivamente, sente a obrigação de retribuir favores.

Então, a boca dica é oferecer algo a ele: pague a conta do jantar, dê um presentinho, se ofereça para ajudar naquele trabalho… Por menor que seja o detalhe, naturalmente, será criada uma relação de maior intimidade entre vocês.

Mas, claro, aqui vale um alerta: ninguém está dizendo para você pagar tudo o tempo todo. A ideia NÃO é atrair boys aproveitadores, sempre bom lembrar.

#5. Use o toque para criar intimidade

Uma das melhores formas de se criar intimidade com alguém é através do toque. Isso mesmo, pele na pele. Além de carinho e afeto, o toque demonstra sensualidade.

Você sabia que toque não apenas pode proporcionar uma forte ligação, como também acelerar todo o processo químico da atração?

Pois é. Se você criar um ambiente íntimo e a química existir, aí está o cenário perfeito para, quem sabe, tentar o primeiro beijo.

Então, sente-se ao lado do boy e não em frente a ele. Elimine o clima “interrogatório” do ar e permita que vocês dois curtam a energia um do outro. Comece a aproximação aos poucos, depois, experimente tocar o boy no ombro ou na nuca.

Os melhores lugares para investir no toque são a parte superior da mão, o braço e o ombro. No início, prefira deslizar os dedos ao invés de pressioná-los.

Você não precisa ter uma razão lógica para tocar o outro enquanto conversa. Contudo, algumas pessoas se sentem mais confortáveis quando usam “desculpas compreensíveis”. Para isso, você pode usar de diversos jogos e brincadeiras, como a leitura da mão, por exemplo.

#6. Seja um desafio a alcançar

Todo ser humano, na sua essência, gosta de ser desafiado. Isso é verdade desde a época das cavernas, em que o homem todos os dias enfrentava um desafio para sobreviver: tinha que conseguir alimento,manter o domínio da região e ainda liderar os caçadores.

Tudo que vem fácil não tem a mesma graça, nem o mesmo valor.

Lembre da primeira compra significativa que você fez com o seu primeiro salário. Não foi super realizador comprar aquilo com o seu dinheirinho suado?

Pois é! No quesito relacionamentos não é diferente…

O que eu quero dizer com isso?

Que você não deve entregar todo o ouro logo de cara. Se a sua intenção é ter algo mais sério com o crush, pode ser uma boa estratégia não estender o primeiro encontro para um quarto de motel.

Claro que ninguém aqui é puritano e vai rolar sexo, sim. Mas, se você conseguir fazer com que a primeira saída juntos seja focada mais em conhecer um ao outro – ao invés de desvendar o que tem por baixo de cada cueca – a probabilidade de que ele queira ver você de novo é muito maior.

Porque vai ter ficado um desafio a vencer. Porque ele se sentirá motivado a “ir até o final”.

Agora, um alerta: nada pode ser assim tão difícil, é necessário que haja um equilíbrio. Caso contrário, ele pode procurar outra oferta mais fácil por aí.

Aliás, uma boa maneira é avançar as coisas aos poucos. Primeiro uma mão boba, depois uma punhetinha, depois, quem sabe, um boquetinho… A sacada é fazer com que ele sinta pequenos progressos.

Com esse sentimento de que teve que se esforçar para ter o que queria, o cara vai ter muito mais orgulho, muito mais confiança para largar a vida de solteiro. Afinal de contas, saberá que você é alguém de valor, com quem poderá ter um relacionamento de alto nível.

#7. Faça com que todos os momentos com ele sejam muito legais 

Por último, um conselho que parece óbvio, mas que nem todo mundo segue à risca: faça com que todos os momentos em que vocês estiverem juntos sejam muito divertidos.

Não cobre ele por não ter te respondido a sua mensagem no final de semana passado, não pergunte se ele esteve com outros caras, não fale de problemas e coisas ruins. Pelo contrário, seja uma pessoa alegre e positiva, daquelas que enchem de energia quem está por perto.

O objetivo aqui é fazer com que ele não pense que vai abdicar de nada no momento que firmar um compromisso sério com você. E como você faz isso?

Mostrando que é uma ótima companhia, que é simpático, sociável e que consegue se divertir com os amigos dele também, sem ciúmes, sem neuras.

Ele precisa sentir falta desses encontros. Quando ele estiver sozinho em casa, ele vai pensar: “putz, bem que eu poderia tá com o fulano agora”.

Daí, meu amigo, você aumenta muito as chances do cara começar a cogitar um relacionamento sério. Ele vai perceber que, com você, pode se divertir como nunca se divertiu com outra pessoa.

Agora, me diga: você quer muito arranjar um namorado, né?

Então, já imaginou se alguém dissesse que é possível melhorar a autoestima, superar as armadilhas mentais e, de quebra, encontrar um namorado em 30 dias?

Pois é…

Preciso dizer para você que, sim, você pode se tornar uma pessoa completa e estar namorando mês que vem.

Já aviso que não será fácil. Você precisará rever certas atitudes, quebrar paradigmas e se deixar envolver como nunca fez antes. Mas, sim, é absolutamente possível.

Quer saber como?

Te apresento o Namorando em 30 Dias, primeiro programa do mercado brasileiro que ajuda você, homem gay, a conquistar e manter um companheiro de verdade.

Clique aqui e conheça o Namorando em 30 Dias.

Estão bombando também...

  • Rodolfo

    Só pelo fato da tchalau entrar nesse site para conquistar um bobocão , já da para perceber o nível mental do ser pq né plmd u.u

  • Mariana Tavecchio

    Ain que show de bola pessoal!

    Super adorei o texto.

    Beijão, do editor de http://cursomaquiagempelenegra.com

    • Marcos Gonçalves

      Ain ? serio que vc é Mariana ?