Como reconquistar o ex-namorado (agora ele volta de vez!)

Eu sei, eu sei. Todo fim de relacionamento é uma barra.

Ter o coração partido é uma das experiências mais traumáticas da vida. Machuca e machuca pra caralho.

Do dia para noite o mundo desaba, o chão some, um buraco negro aparece e o único conforto parece ser uma lata de leite condensado…

As horas parecem não passar e nada tem a mesma graça. É como se as coisas ao seu redor não fizessem mais sentido sem ele, afinal era com ele que você compartilhava tudo.

Você, provavelmente, disse várias coisas que não queria no momento do término, e ele também. Mas só agora que você o perdeu é que caiu a ficha do quão importante ele era na sua vida.

Daí você chora, grita, esperneia. Se joga num pote de nutella e se questiona porque, depois de tantos momentos maravilhosos juntos, cada um foi para um lado.

É, meu amigo! As rupturas vêm mesmo com uma gama complicada de emoções: tristeza, dúvida, raiva. E elas te acompanham o dia inteiro, de uma forma absolutamente perturbadora.

Se você está passando por essa situação agora, eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar.

Vamos começar pela má: essa dor não vai passar tão rápido. Você vai continuar sofrendo por um tempo, sim.

Desculpa informar, mas sofrer faz parte do processo. Não tem como fugir, não tem como pular para a próxima etapa do jogo da vida.

Mais dias ruins virão, inevitavelmente.

Você vai seguir chorando toda noite? Vai.
Vai ficar na bad cada vez que lembrar dele? Vai.

Aceite que dói menos.

Mas ainda falta a boa notícia, lembra?

Então, escute com atenção: se você realmente quiser – e se realmente valer a pena – você pode reconquistar esse cara e recomeçar a história de vocês de uma forma ainda melhor. Porque agora você já saberá lidar com as dificuldades e poderá evitar que os mesmos erros se repitam.

Pense comigo: quem você era quando ele se apaixonou? Quais eram as suas qualidades? O que fez ele se encantar com você a ponto de querer um relacionamento sério? E depois? O que mudou em você? O que fez com que as coisas chegassem nesse ponto?

Pode até parecer que foi de repente, mas todo fim de relacionamento deixa rastros pelo caminho.

Portanto, uma coisa é certa: a imagem que ele tinha sobre vocês dois mudou. Alguma (ou algumas) coisas aconteceram que o fizeram chegar a conclusão de que o fim do namoro era a melhor opção.

E, se você conseguir entender por que a situação chegou aonde chegou, daí será possível trabalhar para reverter tudo a seu favor.

Você é quem escolhe se quer ficar sofrendo pelos cantos, em um estado lamentável de humilhação, fazendo tudo errado e se afundando ainda mais na depressão… ou se quer usar as suas cartas na manga da forma certa para ter esse boy de novo nos seus braços.

Eu sei que o jogo mental é difícil: às vezes você até tem esperanças, mas, na maioria do tempo, pensa que nunca mais vai conquistar o seu amor de volta.

Claro que é preciso ter os dois pés no chão aqui: esse término pode ser irreversível. Mas também é importante manter a fé é e fazer tudo que é necessário (e do jeito certo) antes de desistir de vez.

Aliás, nunca é uma palavra bem relativa, sabia?

Todo ser humano movido pela raiva, tristeza ou decepção tende a dizer essa frase “eu nunca mais…” como uma forma de afastar, imediatamente, aquilo que está fazendo mal.

É só lembrar das muitas vezes que você disse a si mesmo “nunca mais vou tomar outro porre desses”, “não quero ver ele nunca mais”, “nunca mais vou comer desse jeito”. E o que aconteceu no final?

Pois é!

Não, isso não é uma missão impossível. Saiba que determinadas atitudes podem, sim, trazer o seu amor de volta – ou afastá-lo para sempre.

Se eu posso garantir que ele vai voltar para você? Claro que não!

Mas o que eu posso assegurar, sem sombra de dúvidas, é que, seguindo exatamente o passo-a-passo que eu vou te mostrar agora, você terá as melhores chances de que isso aconteça.

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que a reconquista exige muita paciência, dedicação e até pequenos sacrifícios, pois o seu ex-namorado pode não estar tão disposto a dar essa segunda chance à relação de vocês.

Não vai ser uma tarefa fácil, mas, se houve paixão um dia, o amor pode ressurgir.

Preparado?


Fase #1: Tomada de decisão
Vale a pena voltar com ele?

Antes de mais nada, você precisa perguntar a si mesmo por que quer voltar com o seu ex.

 É sério. O esforço para reconquistá-lo vai ser bem grande e tem que valer a pena cada lágrima derramada.

Por isso, por favor, responda essa pergunta da forma mais sincera possível, de coração aberto, jurando pela pessoa que você mais ama nessa vida.

Ok?

Um problema muito recorrente nesse momento é que a pessoa com o coração partido se justifica no calor da emoção, sem levar em consideração fatos bem importantes sobre o relacionamento que fariam toda a diferença na resposta.

Então, vamos lá! Eu te ajudo a eliminar algumas possibilidades:

Não é orgulho ferido pela rejeição?

Certeza que não é teimosia de quem não leva um não para a casa?

Se pensar com carinho, você poderá descobrir que simplesmente quer ser aquele que dá a “palavra final”.

Não tô brincando não. Tem muita gente que, após um término de relacionamento, tenta absolutamente tudo para reatar a com o parceiro apenas para ter a certeza de que não foi rejeitado.

Se esse é o seu caso, eu aconselho que você siga em frente e seja feliz. Definitivamente, não vale a pena desperdiçar o seu precioso tempo tentando reconquistar um alguém apenas para alimentar o seu orgulho ferido.

Não é comodismo?

Pense com calma para ter certeza de que o seu sentimento é mesmo amor e não falta de rotina.

Depois de muito tempo junto, é bem comum confundir paixão com comodismo.

Um relacionamento, naturalmente, nos coloca numa zona de conforto. Inconscientemente, passamos a arriscar menos e nos acostumamos com aquela condição de casal.

E, quando o fim do namoro chega, tendemos a não querer sair daquela zona preguiçosa.

Se você deixar só o seu coração falar, vai apenas ouvir que você ama seu ex e que você quer ele de volta.

Em vez disso, dê voz à sua mente. Seja lógico, racional.

Analise os prós e contras da relação de vocês. Analise os prós e contras dele. Analise os seus objetivos na vida e se o relacionamento com o ex se alinha com esses objetivos.

Você tem medo de não encontrar ninguém melhor?

Fale a verdade agora: isso tudo não é só medo de ficar sozinho?

Acredite, retomar uma relação por receio de não conhecer ninguém é um grande erro.

A gente só encontra alguém bacana para estar ao nosso lado quando nos damos essa chance, quando estamos abertos a conhecer novas pessoas, descobrir nossos gostos, novos jeitos, novas experiências.

Pense pela parte quantitativa da coisa: existem mais de 7 bilhões de habitantes no mundo.

Fez as contas? Pensou nas possibilidades?

Então, desista agora mesmo dessa história de reconquista e prepare-se para a temporada de pesca. Você verá o quão interessante pode ser para os outros caras.

Qual foi o motivo do término? Teve traição?

Ele te traiu? Você traiu?

Pois bem, para determinados casos de traição as dicas de reconquista serão completamente inapropriadas.

Se por ventura o dito cujo tenha te traído ou saído para curtir o carnaval escondido de você, eu sinto muito: it’s over!

Mas se, assim mesmo, você ainda o quer de volta, eu tenho um único conselho para te dar: mais amor próprio, por favor.

O mesmo serve para você também: se você o traiu ou fez algo muito horrível para ele, nem tente se reaproximar, tá?

Você o ama de verdade e quer dar uma segunda chance para vocês serem ainda mais felizes?

Não se identificou com nenhuma das alternativas acima e continua achando que o seu sentimento é verdadeiro?

Bem, então, caso o motivo do rompimento não tenha sido nada muito grave e você sinta que as coisas não deveriam ter terminado ali, daí sim vale a pena a tentativa.

Mas, atenção:

Você está tomando uma decisão muito séria neste exato momento. Portanto, eu espero que esteja fazendo de forma consciente, com absoluta certeza de que é a escolha certa.

Posso contar com a sua palavra, né?

Então, vamos adiante!


Fase #2: Hora de sair de cena
Afaste-se por um tempo!

Como assim??? Eu quero reconquistá-lo, não me afastar!

Eu sei. E, por mais que você ache que desaparecer por uns tempos seja ruim, acredite: não é!

A maioria das pessoas pensa que ficar no pé do ex é a melhor forma de não ser esquecido. O problema é que assim ele também não vai esquecer o motivo por que não quer mais te ver.

Você não precisa ignorá-lo, mas é essencial que NÃO entre em contato. Isso significa:

  • Não ligar;
  • Não mandar mensagem de texto;
  • Não se comunicar com ele de qualquer forma nas redes sociais. Isso inclui não curtir, comentar ou visualizar qualquer coisa que ele publica;
  • Não esbarrar nele “acidentalmente”;
  • E não sair com amigos em comum na esperança de encontrá-lo

Se depois do término, você ficar ligando, enviando mensagens, e-mails, sinal de fumaça e batuque de tambor, ele terá a sensação que te tem nas mãos – além de que vai te achar um mala insistente.

NINGUÉM gera atração sufocando, pressionando, correndo atrás. Muito menos parecendo um saco de lixo jogado no canto da esquina.

Agora, se você some por um tempo (um mês pelo menos), ele vai pensar que realmente acabou. E é exatamente no momento em que ele perceber que pode estar te perdendo que a mágica acontece.

Entende a sacada?

Você precisa causar a sensação de desinteresse. E pode fazer isso facilmente tirando o foco dele e colocando em você: tratando de cuidar da sua vida, enquanto deixa ele de lado.

Especialistas dizem que demora de um a três meses para que alguém consiga esquecer um ex-namorado. Claro que não estou propondo que você esqueça esse boy e que ele te esqueça, mas esse período longe pode “resetar” ou “reiniciar” a relação de vocês.

Depois desse tempo, as pessoas tendem a esquecer das mágoas e dar espaço para que as boas lembranças voltem à memória. Esse fenômeno é muito comum, por isso quase todo mundo lembra com alegria da juventude, mesmo aqueles que passaram por muito sofrimento.

Algumas perguntas que você pode estar pensando:

  • Quanto tempo dura o período sem entrar em contato?

Basicamente, o período sem contato deverá ser o tempo que for preciso para você se recuperar e se sentir [razoavelmente] bem sem ele. Geralmente, esse período é de 30 dias. Porém, em casos extremos, pode variar entre 2 até 6 meses.

  • Eu devo dizer ao meu ex-namorado que eu não vou mais falar com ele?

Absolutamente não! Você precisa deixar ele imaginando o que será que aconteceu com você e por que você não está indo atrás dele.

A intenção é que você esteja na mente dele o máximo que você puder. Dizer a ele que você não vai falar mais com ele anularia esse propósito.

  • E se ele ligar?

Não se esforce para atender o celular assim que ele tocar e, quando atender, diga que você estava ocupado com outra coisa.

IMPORTANTE: sugiro que você não dê muitos detalhes sobre o que você estava fazendo e com quem estava. Deixe ele imaginar, ok?

Agora, se seu ex está te ligando ou mandando mensagem todos os dias, então é melhor dizer que você não quer que ele entre em contato por enquanto.

Seja forte! Não dê detalhes sobre seu plano. Não seja específico. Apenas diga que você precisa de um tempo e espaço nesse momento.

  • E se ele encontrar alguém e começar a namorar durante esse período sem contato?

Olha, sinceramente, se vocês estavam em um relacionamento sério, então ele não vai conseguir se livrar do sentimentos por você tão rapidamente. Você precisa confiar nessa regra.

Aliás, se isso acontecer, é porque, provavelmente, ele já tinha conhecido essa outra pessoa antes de vocês acabarem. Daí nem tem porque lamentar: nesse caso, o término seria praticamente irreversível.

  • O que eu faço nesse meio tempo?

Um detalhe importante que talvez você não se dê conta: de certa forma, você seguirá marcando presença.

Mesmo sem você procurá-lo, ele vai acabar tendo notícias sua seja por amigos, fotos nas redes sociais ou encontros ocasionais por aí, isso é certo. Mas quando ele souber de você, ele tem que se surpreender.

Por isso, faça coisas novas que nunca fez enquanto esteve com ele. Ele vai ficar mega curioso para conhecer esse novo homem que está surgindo em você.


Fase #3: Análise do relacionamento
Identifique o que deu errado

Esse tempo sem contato tem outro objetivo bem importante:   a autoanálise.

Toda história de fim de namoro tem duas ou três versões. Uma versão na sua visão, outra versão na visão dele e a verdadeira versão dos fatos.

Às vezes é preciso fazer um esforço para conseguir enxergar além dos nossos pensamentos tendenciosos. Seja honesto consigo mesmo e reflita sobre o que deu errado no relacionamento de vocês.

Tente identificar os erros tanto da sua parte quanto da parte dele. Foi ciúmes? Falta de independência? Falta de compatibilidade? Falta de carinho? Excesso de regras? Excesso de brigas?

Elabore uma listinha com todos os problemas e destaque (sublinhando ou marcando) os que você consegue controlar. Ao colocar por escrito, você refletirá ainda melhor sobre eles.

Por exemplo, se os problemas foram:

  • Excesso de ciúmes por parte dele.
  • Muitas brigas.

Você poderá se perguntar o porquê desse ciúme e como vocês poderão lidar com essa situação se voltarem a estar juntos. Como normalmente um problema puxa o outro, as brigas poderiam ser motivadas por conta desse comportamento ciumento.

Entender o pivô do término – ciúme, insegurança, possessividade, baixa autoestima e etc – é fundamental para vocês conseguirem superar os desafios que derrubaram a relação na primeira vez.

Se a razão principal do rompimento foi porque vocês não eram compatíveis – e, por isso, as brigas estavam cada vez mais constantes – então, tenha em mente que reconquistar o coração do seu ex será ainda mais complicado.

Aproveite para ler:
[7 sinais de que você encontrou o boy certo]

Seja como for, uma coisa é certa: para recomeçar o namoro, os erros do passado devem ser corrigidos. Você precisa ter certeza absoluta de que consegue fazer diferente, do contrário, nem tenta uma reaproximação.

Entendido?


Fase #4: Momento da Virada
Gradualmente comece a conversar com ele de novo

Antes de entrar em contato com o seu ex, aqui está uma lista de coisas que você precisa garantir a si mesmo que fez (não vale se enganar, hem):

  • Você seguiu a regra de não entrar em contato por no mínimo um mês;
  • Você não está mais aquele desastre que estava logo depois da separação;
  • Você fez pelo menos algumas mudanças positivas na sua vida;
  • Você conheceu pelo menos um homem novo durante o período sem contato;
  • E o mais importante: você ainda tem certeza absoluta que voltar com seu ex-namorado/marido é a decisão certa;

A melhor maneira de retomar o contato é tirando partido das mensagens de texto. Isso porque elas são curtas, pessoais, além de que você tem tempo para pensar antes de enviar e responder qualquer coisa.

O segredo é ser bem sutil. Você não vai chamá-lo para sair, não vai cobrar respostas, nem vai falar diretamente sobre os seus sentimentos.

A ideia aqui é fazer com que ele associe as suas mensagens a algo positivo e divertido.

Por exemplo: alguma coisa aconteceu na sua vida que fez você lembrar dele e dos bons momentos que vocês tiveram juntos:

 Oi, acabei de assistir a nova temporada daquele seriado que a gente assistia juntos. Me fez lembrar de você. Ri muito!

Oi, vi uma reportagem sobre a Patagônia ontem e lembrei da nossa viagem para o Chile. Aqueles dias foram incríveis, né

Outra estratégia é mostrar para ele que você está tendo uma vida super divertida e conhecendo pessoas novas.

“Oi, tô indo para o rio finde que vem com uns amigos. Você lembra do nome do hotel que nós ficamos ano passado?”

Além disso, você pode tirar proveito da situação e do nada perguntar se ele está bem. Se você souber que um evento importante na vida dele está se aproximando, você pode perguntar sobre isso também.

Com o tempo, ele vai começar a sentir saudade de você e das histórias que viveram juntos. Daí é só sentir que tão receptivo ele está para arriscar um encontro.

Chamando para sair

Quando sentir que o clima é favorável, pergunte se ele gostaria de fazer algo como amigos – pode ser um barzinho, cinema, uma caminhada etc. Enfim, coisas que amigos fazem, e não pessoas com segundas intenções.

Aliás, não chame isso de um encontro. Não faça ele pensar que você está querendo reatar o namoro – pelo menos não agora.

Só mais tarde, aos poucos, você começará a construir a atração dele por você.

O que vem depois?

Saber exatamente o que fazer para atrair e conquistar um homem é uma arma poderosa que todo gay deveria ter.

Mesmo assim, a maioria dos gays nunca conhecerá as atitudes e decisões certas a se tomar.

Por isso é que eu escrevi [este outro artigo].

Nele você vai descobrir quais são os gatilhos mais magnéticos para manter um cara interessado em você.

  • Roger

    Perfeito! Obrigado por mais esse artigo Verônica.