Onde estão os gays ativos? Pesquisa revela!

onde-estao-os-gays-ativos

Aquela dúvida que não quer calar: onde estão os gays ativos? Onde vivem? Do que se alimentam?

Já faz um tempo, mas o site de pegação gay Manhunt teve a belíssima ideia de colocar a preferência sexual dos gays brasileiros no mapa. Isso mesmo, o galerê lá fez um levantamento para descobrir onde se concentram os homens ativos e passivos deste Brasilzão.

Os dados foram colhidos a partir de informações dos membros cadastrados no próprio site – e, claro, não têm embasamento científico.

De todas as formas, o interessante é que a maioria dos homens gays brasileiros declarou ser sexualmente ativo.

Mas hem? Será que dá para acreditar?

Não é bem o comentário que se escuta dos gays por aí. A reclamação geral é que encontrar um 100% ativo é como achar uma coca cola no deserto, e que “todos querem dar, mas ninguém quer comer”.

Sei não! Talvez os gays aqui do Brasil ainda temam assumir suas verdadeiras preferências entre quatro paredes por puro preconceito internalizado. Aquela velha história de que vão se sentir “humilhados” e ”menos homens” só porque viram de bunda.

Outro ponto a ser levado em consideração é que a passividade é muitas vezes associada a gays afeminados e a bichas pão-com-ovo. Como se desejo sexual e aparência física tivessem uma ligação direta. E como se ser afeminado fosse motivo de vergonha.

Aproveite para ler o artigo:
[Ele não curte gays afeminados. Isso é gosto ou preconceito?] 

O Brasil é dos ativos. Será?

mapa-ativo-passivoDe acordo com o ManHunt, dos 26 estados mais o Distrito Federal, apenas nove têm gays em maioria passivos. São eles: Paraná, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Sergipe, Pernambuco, Ceará, Piauí, Tocantins e Pará.

No Nordeste, os ativos se concentram em Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte e Maranhão.

É importante lembrar que os versáteis não foram listados.

O site também fez a mesma pesquisa nos outros países em que atua: Costa Rica, Venezuela e Cuba são os três lugares onde há mais ativos. Já na Dinamarca, Taiwan e Malásia são os passivos que, aparentemente, dominam o território.

Caso você goste de dar o brioco (e não tenha problema em assumir isso, esperemos), aqui os top 10 países com mais ativos pelo mundo para você curtir as próximas férias:  

  1. Costa Rica – 62.37%
  2. Venezuela – 61.73%
  3. Cuba – 61.48%
  4. Panamá – 60.93%
  5. Republica Dominicana – 60.88%
  6. Colômbia – 59.54%
  7. Portugal – 58.39%
  8. Itália – 58.18%
  9. Espanha – 57.92%
  10. Egito – 57.71%

Fonte: Manhut (2009)

Estão bombando também...

  • malkomexx

    “Outro ponto a ser levado em consideração é que a passividade é muitas vezes associada a gays afeminados e a bichas pão-com-ovo. Como se desejo sexual e aparência física tivessem uma ligação direta. E como se ser afeminado fosse motivo de vergonha.”

    A maioria dos homossexuais passivos são afeminados, sim. São bichonas pão com ovo, sim.

    Ser afeminado é motivo de vergonha, sim. Parem de se enganar. A capacidade de vocês, afeminados, serem tão hipócritas, me deixa surpreendido a cada dia. Tão prova de que ser afeminado é vergonhoso é que um homem afeminado nunca é objeto de desejo de outro afeminado. TODO MUNDO gosta de macho. Afeminado gosta de macho, macho gosta de macho. Parem de se enganar, afeminados.

    P.S.: essa linguagem que vocês usam é EXTREMAMENTE broxante. Depois ficam reclamando de “preconceito”, porque ninguém quer ficar com vocês. Preconceito? Me poupe. Nem vocês ficam com vocês mesmos. Caiam na real. Nenhum macho é obrigado a comer vocês não, caralho. Aprendam a gostar de afeminado e se comam entre si. Deixem os não afeminados em paz.

    • Tyler Smith

      Quanto ódio, tio ;-;
      Sou afeminado não, mas se tem uma coisa que aprendi com eles é que esse posicionamento é completamente indevido.
      Imagina uma guerra pelo fim da homofobia, tio… Afeminados, transsexuais e afins são a linha de frente… ELES LEVAM 80% DO IMPACTO DE TUDO QUE VEM LÁ FORA!
      Você acha que sofre preconceito? Acha que passa por metade do que eles passam?
      Será mesmo que quando a poeira da homofobia baixar assim como aconteceu com a escravidão no tempo dos negros e a intolerância às mulheres em um passado não tão distante nós teremos que levantar uma luta pelos direitos de se portar como quiser dentro da própria comunidade LGBT? Pensa nisso, tio.

      • malkomexx

        O que é que isso tem a ver com o que eu disse? Continuo achando que ninguém tem a obrigação de se relacionar sexualmente com efeminados sendo que nem eles mesmos o fazem entre si. Que nojo.

  • Juan Rearte

    hahaha adorei! mas provavelmente terei que mudar de estado.

  • Vinicius Lectter

    Nós, que fazemos parte de uma comunidade que é minoria, deveriamos utilizar o bom senso primeiramente e não ficar extratificando as pessoas colocando-as em seus devidos rótulos. A manhunt claro, como toda esperta e antenada industria pornô gay, focaliza em sua pesquisa dados não contundentes que não nos revelam resultado algum. No entanto, para os não esclarecidos, essa pesquisa cai comu uma luva para endeusar e solidificar uma imagem retrógrada e desreispeitosa que existe dentro da comunidade lgbt. Acredito que esse status de preferência (atv/pas) não deveria ser um fator determinante e segregar tanto a população que cada vez mais postula a ignorância e o preconceito com quem sente e pratica as mesmas coisas que ela. Seja feliz como você se sentir melhor e não deixe que comentários “burros” caracterizem o que você é de verdade. #paz

  • legiao

    Muitos dizem ativo, mas não aguentam ver um bem dotado que se revela mais arrombados que muitas mulhers de programa. Outra coisa que engana muito é dizer que é super-discreto e não sai de banheiro publico chupando um e outro. Perdi muito o interesse depois de sentrar em um parque e ver a falta de respeito por aqueles que adoram dizer que prefere privacidade que fica se rotulando de ativos. Em salas de bate-papo, o que mais tem é gay dizendo que procura coisa séria, que não curte sexo por sexo. Daí enquanto fica enrolando vc, tá online marcando com todo mundo. Um mundo podre que venho fugindo. Hoje penso duas vez quando me intereço por alguem. Quando noto um mentira, pulo fora, porque esse já tá todo fudido.