10 técnicas poderosas do FBI para descobrir se um boy está mentindo

gay-mentiroso

Mente aquele que diz que não mente.

Quem nunca contou uma mentira?

Pode confessar!

Aquela vez você disse que a amiga estava linda, mas na verdade achou mesmo que ela pesou a mão no pancake e parecia mais uma gueixa versão ocidental. Aquela outra vez você elogiou o filho da colega de trabalho, mas – lá no fundo – pensou “que criança horrorosa”. Ou talvez você tenha falado para seu chefe que a apresentação dele foi incrível, quando, depois de dois minutos, já estava pedindo a Deus que tamanha tortura terminasse..

Todos nós mentimos.

Eu, você, o seu melhor amigo, o tio da padaria, o seu boy e até mami poderosa. E isso não quer dizer que temos um desvio de caráter, nem que estamos fazendo algo necessariamente ruim. Em determinadas situações é quase impossível se escapar de ter que contar uma “mentirinha”. Não é mesmo?

A maioria das mentiras são inofensivas e não prejudicam a ninguém. Esse tipo de farsa é, na realidade, necessário para nossa convivência em sociedade. Imagine se fossemos sinceros o tempo todo? Coitada daquela tia que sempre erra no presente de aniversário, viveria frustrada!

De acordo com especialistas, durante uma conversa de 10 minutos, as pessoas falam em média de duas a três mentiras. Também tem os que defendem que a cada cinco coisas que uma pessoa diz, uma não é verdade.

Chocante, não?

E a situação fica ainda mais difícil quando existe paixão, porque como já diz o ditado popular “o amor é cego”.

Quem nunca ouviu falar em alguém que ficou cego de amor? Ou que o parceiro o enganava, todo mundo sabia, mas ele nunca percebeu?

Pois é! Sorte que – quase toda – mentira tem perna curta e que existem maneiras desenvolvidas pela polícia para identificar um mentiroso.

Claro que é impossível dizer com 100% de certeza se alguém está mentindo. Afinal, se fosse possível, nosso sistema judicial seria muito diferente… Mas há, sim, pistas e estratégias de interrogatório que podem melhorar muito as suas probabilidades de não passar por otário.

Então, se você acha que seu o boy está mentindo para você, descubra agora algumas técnicas secretas do FBI para desmascará-lo:

#1. A linguagem corporal dele muda?

O mentiroso pode até não saber, mas toda vez que conta alguma coisa inventada, seu corpo todo o denuncia.

A fala é criada pelo consciente, mas os sinais do corpo são provocados pelo inconsciente e a pessoa não consegue controlar

Ao contar uma mentira, as pessoas, inconscientemente, projetam uma postura defensiva, geralmente cruzando braços e pernas.

Outros sinais incluem tiques nervosos, coçar o rosto, nariz, colocar a mão no pescoço, apontar os pés numa direção contrária ao interlocutor e contrair os ombros. Podem até parecer coincidência, mas geralmente esses pequenos gestos são fortes indicadores de que há alguma coisa errada aí.

#2. Ele evita o contato visual?

Mentiroso que é mentiroso não gosta de olhar nos olhos.

O ditado que diz “os olhos são as janelas da alma” está certo. Se você perguntar algo banal como “onde você estava ontem à noite?” e a resposta vier com uma fuga de olhos para qualquer lado, fique bem desconfiado!

Quando uma pessoa diz a verdade, seus olhos ficam relaxados. No momento da mentira, porém, eles podem fazer movimentos esporádicos, resultado do esforço cerebral em inventar uma história.

#3. Ele responde a mesma pergunta com respostas diferentes?

Uma técnica bastante utilizada pela policia americana durante interrogatórios é fazer a mesma pergunta de maneira diferente, pelo menos 3 vezes. Essa é uma das formas mais fáceis de desmascarar alguém que está mentindo, porque torna fácil descobrir inconsistências no discurso.

Por exemplo, você pode perguntar, “quanto tempo durou a sua reunião ontem?”, “que horas começou a reunião?”, “que horas você saiu do trabalho?”. Note que todas essas perguntas levam ao mesmo lugar. No entanto, se o boy estiver mentindo, provavelmente você conseguirá perceber alguma inconsistência ou dificuldade dele para responder.

#4. Ele não consegue responder se “sim” ou “não”?

Mentirosos costumam se recusar a responder perguntas desse tipo. Em vez disso, eles tentam dar respostas longas, complicadas e distorcidas.

Para saber se ele está dizendo a verdade, faça perguntas que devem ser respondidas com sim ou não. Se ele falhar em responder, fique em estado de alerta.

Após a resposta, continue em silêncio, olhando-o. Esse silêncio irá gerar desconforto e, se o boy estiver mentindo, irá voltar a falar de forma apressada, tentando cobrir as lacunas que ele acredita que podem ter ficado abertas.

Se, por fim, você não conseguir um sim ou um não, abra o olho! A chance de ser uma mentira é bem grande.

#5. A fala dele fica mais lenta que o normal?

Quando alguém está contando uma mentira, além de ter que lidar com a falta de coerência, tem que criar um novo cenário para a sua história e, ao mesmo tempo, lembrar de detalhes que acabou de inventar… Ufa! Por isso, é natural que a fala desacelere e fique mais lenta que o normal.

Ao conversar, nós mantemos um padrão. Podemos falar rápido, devagar, alto ou baixo, mas sempre em um padrão. E quando mentimos, esse padrão muda.

Normalmente, na hora de mentir, a voz também tende a ficar trêmula e perder fluidez. Porque a pessoa não tem total segurança sobre o que está falando. Além disso, é comum que o mentiroso fale “para dentro”.

 #6. Ele dá detalhes demais nas respostas?

Essa é simples. Quem fala a verdade é menos ligado em detalhes do que quem mente. O mentiroso, na tentativa de ser verdadeiro, racionaliza seu discurso e começa a dar atenção a coisas que um verdadeiro jamais daria.

Por exemplo, se o boy diz que chegou tarde em casa porque estava trabalhando já é suficiente. Agora, se ele disser que teve que trabalhar porque determinado projeto precisou de uma alteração na parte X, pois o colega Y pediu… Daí já passa a ser um excesso de detalhes desnecessários. Desconfie!

Detalhes demais, verdade de menos. Lembre-se disso.

#7. A voz dele muda?

Essa é, provavelmente, a mais fácil de todas.

O enrijecimento das cordas vocais causado pelo stress da mentira faz a voz da pessoa ficar mais fina. É muito, muito, muito nítido.

Muitas vezes o corpo está perfeito na mentira,  mas a voz…  Gata, a voz não perdoa!

#8. Ele usa termos de reforço como “para ser sincero”, “ honestamente” ou “pra falar a verdade”?

O que você acharia se um vendedor da Apple lhe dissesse: “E além de tudo isso que eu acabei de mostrar, o computador ainda vem com teclado e desliga ao toque de um botão!”. Desnecessário, né? Aposto que você não entenderia por que destacar o óbvio.

Uma mentira funciona mais ou menos assim. Não precisamos avisar que estamos sendo honestos, sinceros ou dizer que falamos a verdade. Isso já é subentendido. O que acontece é que, muitas vezes, o mentiroso tenta maquiar uma ou outra “mentirinha” com um singelo “para ser sincero”.

Por isso, sempre que ouvir expressões de reforço usadas desnecessariamente, fique de orelha em pé.

#9. Ele fica aliviado ao mudar de assunto?

A conversa não está indo bem e os dois estão nervosos? Então, comece a falar sobre algo mais leve e engraçado.

Se de cara ele relaxar e começar a rir, é sinal de que estava mentindo antes e ficou aliviado com a mudança de assunto. Afinal de contas, se fosse mesmo verdade, ele ia querer resolver a questão e não correr o risco de passar por mentiroso. Concorda?

#10. Ele faz micro expressões faciais bem específicas?

Por último, aquele que é um dos sinais mais difíceis de se identificar.

As micro expressões são uma fonte de conhecimento bastante confiável para saber se alguém está mentindo ou não. Em linhas gerais, são expressões faciais que costumam aparecer durante alguns segundos, quando expressamos nossas emoções através da contração ou relaxamento de alguns músculos do rosto.

Nem todo mundo consegue percebê-las, mas se você for dos que podem notá-las, sorte sua! Nos casos de mentira, as micro expressões refletirão tensão no falante. Uma preocupação em forma de sobrancelha alta ou rugas na testa.

Isso porque, quando o mentiroso tenta forjar uma emoção, a sua expressão não é genuína. Por exemplo, suponhamos que o seu boy queira fingir que está feliz. O sorriso forçado pode não contrair os músculos ao redor dos olhos, somente a boca. Consequentemente, a sua expressão facial será diferente.

Cansado de ser enganado?

A propósito, você está procurando um boy honesto? Decente? Carinhoso? Alguém que trate você com o respeito que merece?

Então, que tal agora saber mais sobre como arrumar um companheiro de verdade no menor tempo possível e evitar mais frustrações amorosas? 

Você pode se tornar irresistivelmente atraente para os outros homens, apenas desenvolvendo algumas características e tomando as atitudes certas.

Quer  aprender como?

Te apresento o Namorando em 30 Dias, primeiro programa do mercado brasileiro que ajuda você, homem gay, a conquistar e manter um companheiro de verdade em apenas um mês.

Clique aqui e conheça o Namorando em 30 Dias.